EM CASA, XV SEGURA EMPATE CONTRA O COMERCIAL E DERRUBA O RIVAL PARA A A2

Igualdade de 1 a 1 não ajuda Bafo a se livrar do rebaixamento no estadual

 

A CRÔNICA

O Comercial está rebaixado à Série A2 do Paulista e o responsável direito por atirar a “última pá de terra” sobre o caixão do Bafo foi o XV de Piracicaba. Na tarde deste domingo, o Nhô Quim cedeu o empate, por 1 a 1, no Barão da Serra Negra, mas confirmou a queda da equipe de Ribeirão Preto. O destaque fica para a grande atuação do goleiro Mateus, que fechou o gol no segundo tempo e evitou que os visitantes conquistassem a vitória e, consequentemente, a tão sonhada salvação na última rodada do Paulistão.

Com o placar, o XV encerra a participação no estadual com 19 pontos, na 14ª colocação. No Grupo B, o Nhô Quim foi o pior time. Por outro lado, o Bafo dá adeus à elite com uma campanha ruim. O time somou apenas 12 pontos, quatro a menos que o Linense, primeiro time fora da zona de degola após vencer o Audax, por 1 a 0, fora de casa. O Comercial se junta a outros três rebaixados: Paulista, Oeste e Atlético Sorocaba.

 

XV de Piracicaba Comercial Paulistão Adriano Ferreira (Foto: Divulgação / XV de Piracicaba)

Adriano Ferreira: volante pode ter feito seu último
jogo no XV (Foto: Divulgação / XV de Piracicaba)

 

 

Pênalti garante vantagem
Apesar de não precisar do resultado, o XV pressionou desde o início e não demorou para abrir o placar. Cafu foi derrubado por Levi durante a passada para entrar na área e o árbitro deu o pênalti. Adriano Ferreira  chamou a responsabilidade e cobrou rasteiro no canto esquerdo de Marcelo Henrique. Em vantagem, o time da casa recuou e fechou os espaços do Bafo, que passou a tentar as jogadas pelo alto, mas sem levar perigo à meta quinzista.

A derrota não ajudava o Bafo, que teve somente uma oportunidade para empatar o confronto ainda no primeiro tempo. Patrick fez jogada individual, passou por dois adversários, invadiu a área e bateu cruzado. A bola, porém, foi pela linha de fundo. A resposta quinzista foi através de contra-ataques, mas em pelo menos três delas o atacante Cafu foi o responsável por perdê-las e, assim, impedir que a vantagem do XV fosse ainda maior no intervalo.

Festival de bolas na trave
A volta do intervalo teve o XV melhor novamente nos minutos iniciais. Logo de primeira, Bruno chutou forte e a bola parou no travessão do Bafo. Adriano Ferreira em um arremate perigoso assustou Marcelo Henrique. Apesar disso, o Comercial respondeu na mesma moeda, pois Clebinho carimbou a trave do Nhô Quim. Em seguida, mais duas bolas ficaram na trave da meta comercialina. A primeira foi após chute de Bruno e, logo depois, foi a vez de Adriano Ferreira ver seu chute ficar no poste.

Sabendo que apenas a vitória salvaria o time da queda, o Comercial se atirou ao campo de ataque e tentou mais uma vez com as bolas para dentro da área. Em uma delas, Edson Santos cabeceou à queima roupa e o goleiro Mateus evitou o empate. O arqueiro quinzista, porém, até que se esforçou, mas minutos depois viu a igualdade no placar. Depois que Marcelo Toscano chutou, o arqueiro fez grande defesa, mas no rebote a bola ultrapassou a linha. A virada do Bafo, porém, não veio graças às defesas do camisa 1 do XV.

XV de Piracicaba Comercial Paulistão (Foto: Divulgação / XV de Piracicaba)

Resultado não evita o rebaixamento do time de Ribeirão Preto (Foto: Divulgação / XV de Piracicaba)

Fonte: Globoesporte.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s